A visão das religiões sobre a cremação


 


Uma dúvida geral que envolve as pessoas é sobre o que pensam as religiões quando o assunto é a cremação. Uma prática que já existe desde a antiguidade clássica, mas que ainda deixa muitas pessoas em dúvidas. Confira abaixo a visão de algumas religiões sobre a cremação:


Catolicismo

Em meados do século XX o Papa Paulo VI autorizou a cremação para os católicos, desde que se preservasse o respeito e a dignidade da pessoa falecida. Por isso, o papa atual (Francisco) recomendou recentemente que as cinzas do falecido não devem ser espalhadas (espargidas), divididas ou mesmo mantidas em casa, e sim serem guardadas num lugar sagrado, como cemitérios e similares.


Protestantismo

Os evangélicos, assim como os católicos, não têm restrições quanto à cremação. O Protestantismo entende que quem morre com Cristo voltaria sob qualquer circunstância, pois a morte é uma passagem para a vida eterna.


Espiritismo

O Espiritismo entende a cremação como uma forma ecológica e higiênica de cuidar do corpo físico, desde que se espere três dias após o falecimento para realizar tal ação. Eles entendem a necessidade deste tempo sob o argumento que algumas pessoas, quando deixam a vida física, ainda necessitam deste período para se desprender do corpo material.


Umbanda

A Umbanda também se coloca favorável à cremação, por entender que é uma forma mais higiênica de cuidar dos mortos. A única recomendação é que se respeite o tempo de, no mínimo, três dias, para o desprendimento do espírito e do corpo.


Candomblé

O Candomblé recomenda a cremação, do ponto de vista espiritual, pois entende que a relação da alma com o corpo acaba com a morte. Além disso, argumenta que a cremação é uma forma mais higiênica do que o sepultamento.


Budismo

O Budismo é a favor da cremação, desde que seja feita alguns dias após o falecimento, por acreditarem que o espírito leva um tempo para sair do corpo. Eles entendem que o fogo tem o poder de regenerar o corpo, a fim de torná-lo apto para outras encarnações. Como são desapegados de coisas materiais, recomendam que as cinzas possam ser depositadas em algum templo, altar doméstico ou na natureza.


Hinduísmo

O Hinduísmo é uma das religiões mais favoráveis à cremação, pois entende que o fogo é um elemento purificador, que facilita ao enfermo o desapego de coisas materiais, partindo mais rapidamente para a nova dimensão.


Judaísmo

O Judaísmo se mostra contrário à cremação, pois entende que corpo e alma não pertencem ao indivíduo, mas sim ao criador. Além disso, também argumentam que a cremação representa uma perda do vínculo familiar da comunidade judaica.


Islamismo

O Islamismo também se mostra contrário à cremação, por entender que esta é uma prática impura. O sepultamento é realizado sem um caixão, optando por uma cova com paredes de pedras e práticas muito rigorosas. Entendem que os mortos “vestirão” o próprio corpo para a Ressurreição, no juízo final.